Como conciliar alimentação, treinamento e técnica no CrossFit?

Mesmo o CrossFit sendo muitas vezes representado pela mídia como um esporte que foca exclusivamente no treinamento, qualquer pessoa que pratica ou já praticou o CrossFit de forma série entende que, de fato, ele envolve muito mais do que deadlifts, muscles up e burpees.

O treinamento é apenas um dos pilares do CrossFit
O treinamento é apenas um dos pilares do CrossFit

Aqui mesmo no nosso Blog já destacamos várias vezes a importância da alimentação e da técnica correta para que as suas metas sejam conquistadas de forma saudável e consistente. Afinal, o seu corpo é uma máquina complexa e tudo o que você faz – dentro ou fora do treino – vai interferir de alguma forma nos seus resultados.

Mas nós sabemos que é muito mais fácil falar do que fazer acontecer e, vamos ser realistas, não existem lá muitas informações confiáveis na internet relacionando o treinamento, alimentação e técnica no CrossFit.

Portanto separamos algumas dicas de como conciliar essas três coisas tão essenciais no nosso esporte. Se rolar alguma dúvida, você pode perguntar diretamente pra gente na nossa página do Facebook ou, ainda melhor, agendar uma aula experimental com a gente.

Ok? Então vamos às dicas…

1. Coma comida de verdade

A frase “você é o que você come” pode ser clichê, mas não deixa de ser verdadeira.

Chega a ser insano achar que, aqueles biscoitos recheados e aqueles litros de cerveja que você consumiu durante o final de semana não vão interferir no seu rendimento.

Não, não tá tudo bem campeão.
Não, não tá tudo bem campeão.

Existe muita informação e polêmica sobre qual a alimentação ideal para praticantes de CrossFit mas, de longe, o tipo de alimentação que mais tem mostrado resultados positivos é a dieta paleolítica.

Nós já falamos bastante sobre ela por aqui, mas resumidamente, a dieta paleolítica consiste no consumo de produtos com baixo teor de carboidratos, alto valor proteico e quantidades moderadas de gorduras naturais.

Ela parte do princípio que esta era forma que os seres humanos da era paleolítica se alimentavam antes do domínio da agricultura e, por isso, é a dieta ideal para o bom funcionamento do corpo humano.

Polêmicas à parte, a dieta paleolítica é a dieta que tem se provado mais eficiente e saudável até agora. Então, mesmo se você não concorda, vale a pena pelo menos estudá-la mais a fundo antes de tirar suas conclusões.

2. Beba água!

Se o fato de 73% do seu corpo ser constituído de água não for o suficiente para te convencer que você precisa beber água, temos algumas outras informações interessantes para você.

A água tem várias funções no nosso corpo, como manter o funcionamento de todas as células (inclusive as musculares!), distribuir os nutrientes pelo nosso organismo e também regular a temperatura do nosso corpo.

Ou seja, beber água é uma excelente forma de:

  • Garantir que os seus músculos possam funcionar da melhor maneira possível.
  • Garantir que os nutrientes que você absorveu pela alimentação cheguem aonde devem chegar.
  • Garantir que o seu corpo não superaqueça, o que poderia causar desde danos leves, como falha de coordenação motora e fadiga, até danos mais graves, como perda de consciência.

Além disso, a hidratação garante o bom funcionamento dos rins, uma vez que evita o acúmulo de minerais e sais ácidos, que em alguns casos podem levar à presença de “pedras nos rins” ou mesmo o falecimento deles.

Rins do corpo humano.
Prazer, rins.

Além dos fatores nutricionais, beber água com bastante frequência, mesmo quando você acha que dá pra continuar sem ela, garante que você esteja sempre preparado(a) para executar as técnicas da forma mais correta possível, evitando lesões ou falta de resultados no longo prazo.

Afinal, quando você sente sede já signifca que você está desidratado.

3. Priorize a qualidade nos treinos

Com o foco exagerado nos treinos pesados e séries insanas que o treinamento recebe no mundo do CrossFit, muitos praticantes acabam achando que basta aparecer no treino todos os dias, fazer o que o treinador manda, e esperar os resultados.

Claro, comparecer aos treinos e seguir as instruções do seu coach é fundamental. Mas é muito importante que o treino seja algo inteligente e seguro, com foco em qualidade e não somente em na intensidade.

Um treino muito importante e que já até citamos por aqui é o treino de mobilidade.

Com o treino de mobilidade você desenvolve força e flexibilidade para executar todas as técnicas de forma correta, evitando lesões e assegurando que o exercício está sendo realizado com o melhor aproveitamento possível.

Aliás, a execução de técnicas sem o preparo físico e conhecimento necessário é um dos principais motivos de lesões no CrossFit.

O treino de mobilidade é relativamente simples, porém alguns pontos fundamentais devem ser considerados.

Se você quiser saber sobre mobilidade e como ela pode te ajudar, atualmente estamos lançando uma série aqui no blog sobre isso. Curta nossa página no Facebook ou assine nossa lista de e-maisl no final de post para receber todas as informações em primeira mão. 🙂

Entendi. E agora?

Agora que você já sabe quais são os pontos fundamentais da alimentação, treinamento e técnica, é hora de conciliá-los à sua rotina da melhor maneira possível.

Necessário dizer, a forma como os três serão integrados vai depender da rotina e organismo de cada pessoa. Por isso, ao invés de te dizer o que fazer, separamos alguns pontos que você deve sempre levar em consideração.

  • Como a dieta paleolítica é baseada em baixo consumo de carboidrato, pode acontecer de no início da dieta você se sentir fraco ao longo do dia. Se isso acontecer, considere ingerir um carboidrato de digestão rápida (sucos, frutas, mel, pasta de amendoim) antes do treino.
  • Beber água não é a única forma de se hidratar. Se você tem dificuldade de beber água durante o dia, considere comer alimentos com maior conteúdo de água, como frutas e verduras.
  • Separar um tempinho para treinar movimentos simples de mobilidade pode ser um desafio para os atletas que já estão avançados nas técnicas, mas sempre tenha em mente que, quanto mais cedo você dar atenção à sua mobilidade, menor serão as chances de se lesionar e então ficar semanas ou meses sem poder treinar novamente.

Se você gostou deste artigo, ele é apenas um de muitos que estão por vir! Curta a nossa página no Facebook para ficar por dentro das novidades. 🙂

Bons treinos!

Related Post
Como melhorar a mobilidade no CrossFit?
Como sua genética afeta seus resultados no CrossFit?
O que é mobilidade no Crossfit? E por que ela é tão importante?
Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *